Uncategorized

Tenho que gritar, para meu filho me escutar?.

Tenho que gritar, para meu filho me ouvir.Não aguento mais, preciso de ajuda! 😰 Alguns pais precisam aumentar a voz para manter a autoridade diante dos filhos. Castigo, palmada, vale tudo, até gritar é uma alternativa muito comum na nossa cultura, quando o assunto é disciplina dos filhos. 😐 O problema é que essas práticas demonstram falta de controle e pouca autoridade. Além disso, com o tempo, essas alternativas vão se tornando tão corriqueiras que as crianças aprontam e já vão sozinhas para o “cantinho do pensamento”. Quanto tempo esse pensamento dura? 🕗 Veja as dicas da psicopedagoga, Ana Cubas. ✅As crianças precisam entender que quem manda em casa é você. Isso não se negocia. Pare e respire antes de agir numa situação de conflito. Use a razão e não a emoção. 😤 Abaixe sua voz. As crianças terão que se esforçar para ouvir o que você tem a dizer. Seja objetivo, sem blábláblá. Façam em família uma agenda semanal. 👨‍👩‍👧‍👦 Deixe em um lugar visível para que todos saibam o que devem fazer desde a hora em que acordam até a hora de ir para a cama. ⚠️ Use as consequências. Positivas e negativas. Cobre multas, dê prêmios, use a criatividade para planejar uma nova rotina em casa. 🤓 Tenha sempre perto um relógio e cronômetro. Estabeleça desafios e brinque mais com seu filho. Os pequenos pode aprender sem crítica. 🕗 Diminua as chances chegar no limite da criança. Com fome, com sono, e cansada, a criança vai ficar irritada. Ana Cubas 🧡 com amor

Tenho que gritar, para meu filho me escutar?. Read More »

A psicopedagogia e a Psiquiatria. Um trabalho multidisciplinar

Em atuação distintas, a Psiquiatria e a Psicopedagogia atuam de forma complementar; dessa forma, utilizar-se dos recursos e conhecimentos que ambos oferecem é enriquecedor e tem como produto final o aprimoramento do atendimento clínico da criança. 👨‍👩‍👧‍👦 Vale ressaltar que a multidisciplinaridade não apenas é imprescindível para atuação do psicopedagogo quanto para o desenvolvimento do paciente/aluno. A importância da comunicação e parceria entre as áreas deixa de ser uma casualidade e passa para uma questão de necessidade em benefício daquele que necessita de sua ajuda. 😊 Trabalho multidisciplinar. A criança merece a atenção e amor. ❤️ Educação com responsabilidade e comprometimento.Ana CubasPsicopedagogaExperiência, responsabilidade e comprometimento.

A psicopedagogia e a Psiquiatria. Um trabalho multidisciplinar Read More »

Gestão das emoções: Autonomia com responsabilidade.

Tomar decisões e realizar as melhores escolhas são habilidades determinantes para o desenvolvimento de uma criança. Para promover crianças confiantes é importante estabelecer autonomia na educação… 👦 A criança, com autonomia, mesmo nas pequenas coisas, está construindo sua confiança, autoestima e independência. Em casa e na escola, a autonomia da criança determina muito seu comportamento, desde as atividades em que se engaja e as tarefas domésticas que realiza até como interage com os familiares e amigos. Ou seja, a autonomia está inteiramente ligada à maneira como a criança se relaciona com o ambiente social. 🥳 A autonomia da criança também auxilia na gestão das emoções, ensinando-a a lidar com situações adversas, frustrações, perdas e o temperamento daqueles que estão ao seu redor. Uma criança mais independente tende a encontrar saídas mais conscientes para situações com as quais lida, focando em seu bem-estar. 🥰 Com amor Ana Cubas PsicopedagogaExperiênciaResponsabilidadeComprometimento

Gestão das emoções: Autonomia com responsabilidade. Read More »

O que é discalculia?

Discalculia é um termo para se referir ao transtorno específico da aprendizagem com prejuízo na matemática. Características comuns incluem prejuízos no senso numérico, na memorização de fatos aritméticos, na precisão ou fluência de cálculo, e no raciocínio matemático. A criança com discalculia apresenta um desempenho matemático significativamente abaixo do esperado considerando-se sua idade cronológica, suas experiências e suas oportunidades educacionais. O alto índice de coexistência de dislexia e discalculia é uma consequência de fatores compartilhados por ambas as condições, como o déficit na memória de trabalho, por exemplo. Entretanto, não se pode assumir que todas as pessoas com dislexia têm dificuldades em matemática. É importante lembrar que a discalculia não aparece apenas na aula de matemática, mas também em sua vida cotidiana. 7 Sugestões de jogos: Educar com amor é a minha missãoAna Cubas

O que é discalculia? Read More »

plugins premium WordPress
Rolar para cima